Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempera com Sol

Tempera com Sol

Gelado de melancia ou como não desperdiçar fruta

Receitas improváveis

23.05.20, Tempera com Sol

Agora que começa a cheirar a verão, vem à memória uma das maravilhas da estação: os gelados! Aposto que serão poucos os que não gostam desta gulodice, petisco ou como lhe quisermos chamar. Só que, às vezes, quando cedemos a essa tentação, pesa um bocadinho na balança e na consciência… Mas não desespere, há alternativas saudáveis e bem sustentáveis!

Cá por casa fazemos alguns gelados bem saborosos e bons para apaziguar a sede, à base de fruta. A novidade do verão passado foi o gelado de melancia. Ingredientes? Melancia! Só melancia?! Apenas melancia! De preferência, bem docinha!

Como fazer? Fácil! Basta tirar a casca, retirar o máximo de sementes que conseguir, partir em bocados e triturar. Depois, é só verter nas formas de gelado, levar ao congelador e esperar 3 ou 4 horas, dependendo do congelador. No final, terá gelados muito docinhos e bem refrescantes.

Saudável! Sem culpa!

IMG_20200211_215709.jpg

Dica 1: Este processo funciona de forma similar com melão ou meloa.

Dica 2: Se perceber que não vai conseguir consumir toda a fruta que anda lá na fruteira, enquanto está em boas condições, pode sempre fazer gelados. Estes duram mais no congelador que a fruta fresca no frigorífico. Pode também congelar a fruta em pedaços para depois transformar noutros gelados.

Dica 3: Estas formas de gelado foram compradas numa loja Ikea há uns anos, não sei se ainda as vendem, mas podem encontrá-las em alguns supermercados ou lojas de acessórios para cozinha.

Recrescimento de vegetais

Regrowing vegetables

21.05.20, Tempera com Sol

Todas as épocas lançam as suas modas e o tempo de pandemia não é diferente. Eu, culpada, me confesso, não sou imune a modas! Posso dizer que desde que estou em confinamento já aderi a várias: já vi mais concertos online do que alguma vez imaginei, já fiz máscaras caseiras em tecido, já fiz (faço) exercício físico com ajuda do YouTube, já fiz pãodemia e também  pão com dois ingredientes.

Esta de que venho falar é a mais recente moda pela qual me deixei influenciar: recrescimento de vegetais (regrowing vegetables)! Não consigo encontrar uma tradução para português que me satisfaça por completo. Recrescimento, não parece transmitir tudo o que representa, mas replantação também não. Não faz mal, o que importa é que é um reaproveitamento de vegetais!

Na verdade, já tinha visto isto algures, mas como, na altura, não lhe dei grande atenção, acabei por esquecer. Há uns dias quando vi este vídeo do Food52, embora pouco crédula, decidi que deveria experimentar. Também aqui nesta publicação o Food52 identifica 5 vegetais que crescem numa semana (alface romana,  alho francês, folhas da cenoura, aipo e funcho). O alho francês é o mais popular pelas redes sociais, talvez pela velocidade de crescimento, mas resolvi experimentar com um resto amarelado de couve lombarda, que era o único “verde” não congelado que tinha em casa. Depois de aproveitar o que consegui para a sopa, peguei naquele resto e usei um frasco de vidro transparente para conservar o meu “toco” de couve naquelas condições (água e luz solar). Nos primeiros dias nada parecia acontecer, mas depois comecei a reparar que os restinhos de couve estavam cada vez mais verdes e viçosos e lentamente começaram a aparecer as “minicouves”.

IMG_20200428_140649.jpg

Depressa percebi que seria um processo muito lento. Dias mais tarde, tentei também o alho francês e o crescimento é realmente mais acelerado. Agora já estão assim, já quase dá para cortar e utilizar num prato qualquer.

IMG_20200505_185839.jpg

Não é fantástico ver as couves e outros legumes renascerem na nossa própria casa sem ter um quintal ou uma horta? Estou rendida!

 

 

Chocolate quente saudável

03.05.20, Tempera com Sol

Com este calor e esta vem falar em chocolate quente?!” Pensem o que quiserem, mas, em minha defesa, quero dizer que chocolate é sempre chocolate! E, depois, que posso fazer se, ao entrar na cozinha para fazer o lanche, tive frio e só pensei em chocolate quente? Não rejeitem a ideia, provem e depois digam-me se combina ou não com o dia de calor! Em alternativa, podem sempre preparar com antecedência e refrescar no frigorífico. 

CHOCOLATE.jpg

Para 2 pessoas:

  • 2 chávenas de leite
  • 1 colher sopa de amido de milho
  • 1 colher de sopa de cacau magro em pó
  • ½ banana bem madura às rodelas
  • 1 colher de chá de açúcar de coco
  • 25 gr de chocolate 70% de cacau

Dissolver o amido e o cacau num pouco de leite frio. Juntar a banana, o chocolate e o açúcar de coco. Levar ao lume brando e mexer com frequência para não agarrar. Quando o chocolate estiver derretido, juntar o resto do leite, de preferência morno, para encurtar o tempo de cozedura. Mexer até começar a borbulhar e engrossar. Se a banana não estiver desfeita, triturar. Se quiser, polvilhe no final com cacau em pó. Pode ser consumido como bebida ou à colherada, é só escolher!

Dica1: Pode ser necessário aumentar ou diminuir a quantidade de açúcar, conforme o gosto pessoal e/ou a doçura da banana.

Dica2: Pode substituir o açúcar por 2 ou 3 tâmaras amolecidas com 2 colheres de sopa de água quente ou por 1 colher de sobremesa de xarope de tâmara.

Dica 3: Pode diminuir a quantidade de banana, se também incluir a casca.

Dica 4: Pode substituir a banana por uma pera com casca bem madurinha.