Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempera com Sol

Tempera com Sol

Pizza Vegetariana

15.06.20, Tempera com Sol

Finalmente fiz a melhor pizza da minha vida! Estava crocante, tostada, fofa e com o queijo bem derretido!

Muitas das minhas experiências culinárias surgem de uma inspiração momentânea e raramente escrevo ou tomo notas. Se for bem conseguida e tentar repetir, mesmo que seja só uns dias depois, frequentemente a reprodução não é fiel e acaba em falhanço. Desta vez, acertei, escrevi e decidi partilhar!

IMG_20200418_131740.jpg

Para a massa, misturei 2 chávenas de chá de farinha de trigo com fermento, 1 chávena de chá de água fria e 1 pitada de sal. Amassei ligeiramente, até formar uma bola que descolasse das mãos. Se for necessário, pode juntar um pouco mais de farinha ou de água. Deixei a massa descansar cerca de uma hora. Depois, estendi a massa numa superfície enfarinhada (usei a película antiaderente que iria para o forno). Piquei levemente a massa com um garfo, sem furar. Levei ao forno a 230 graus durante 10 minutos, no programa para pão e bolos. Quem não tiver essa alternativa, é só vigiar até que a massa pareça ligeiramente cozida.

Depois de retirar do forno, espalhei 2 colheres de sopa polpa de tomate sem aditivos (também pode usar molho de tomate caseiro), 1 colher de sobremesa de azeite e distribuí os vegetais (misturados ou em secções, como uma pizza 4 estações). Desta vez, escolhi milho em lata, cogumelos laminados congelados, azeitonas e pera. Eu prefiro os cogumelos frescos, laminados finos, mas, se forem enlatados ou congelados, convém escorrer todos os líquidos antes, para não empapar a massa. Cobri tudo com uma mozzarella fresca (a minha era light) desfeita em pedaços e levei novamente ao forno mais 5 minutos a 230 graus. No fim desse tempo, liguei o programa de grelhador com ar quente circulante mais 10 minutos a 210 graus. Quem não tiver essa opção, pode vigiar até que o queijo esteja derretido. Retirar, polvilhar com orégãos e deliciar-se!

Ficou igual à da pizzaria? Não! Sabia como as das pizzarias? Não! O aspeto estava muito aproximado ao das pizzas mais rústicas, mas o sabor… ai, estava  de-li-ci-o-so!

 

Dica 1: Penso que os truques para desta vez ter resultado tão bem, são o “pré-cozimento” da massa, ter usado a temperatura mais elevada e deixar o forno aquecer bem previamente.

Dica 2: Eu gosto de pizza bem recheada, mas como noutras experiências resultou em massa meio crua, é melhor não exagerar na quantidade. Pode sempre acrescentar uma salada.

Dica 3: Os ingredientes do recheio podem ser estes ou outros vegetais ou frutas (se quiser vegetariana), depende do gosto ou do que há por casa, desde que esse alimento cozinhe rápido ou esteja pré-cozinhado. Resulta bem com pimento, cebola, espinafres, tomate fresco, maçã, abacaxi, pêssego, figo, banana.

Dica 4: Esta receita dá bem para duas pessoas, mas, se sobrar, pode sempre congelar e depois aquecer no forno ou micro-ondas. Não é tão bom como na hora, mas sempre é uma refeição já preparada e sabe bem o que está a comer.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.