Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tempera com Sol

Tempera com Sol

Sopas desperdício zero

02.10.20, Tempera com Sol

No dia 29 foi comemorado pela primeira vez o Dia Internacional da Consciencialização Sobre Perdas e Desperdício Alimentar, uma iniciativa da ONU. Até agora, ainda não percebi se fui eu que andei muito distraída ou se esta data não teve a visibilidade  que merecia. 

Já aqui falei do aproveitamento de cascas de fruta e de outras formas de evitar o desperdício alimentar. Como já sabem, continuo a tentar diariamente fazer a minha parte.  Então, para comemorar o dia com algum atraso, decidi partilhar umas dicas e imagens sobre as minhas sopas de legumes, ou melhor, cremes de legumes! Há muito que a maioria das minhas sopas são cremes. Eu gosto de ambas as opções, mas os cremes são mais rápidos e mais fáceis de fazer, incluem ingredientes que não seriam ingeridos de outra forma por algumas pessoas (incluindo as da minha família), ficam mais aveludadas e são mais fáceis de digerir, mantendo a riqueza nutricional. As minhas sopas (e outros pratos também) incluem os talos, caules, folhas e todas as cascas macias, sem picos, sem fibras demasiado duras. Vai tudo para a panela. Já não me lembro  de descascar uma curgete, uma beringela, uma cenoura ou uma abóbora. Nabos e beterrabas, corto apenas a parte mais dura junto à raiz, o resto é aproveitado.  O mesmo acontece com folhas de brócolos,  couve flor, nabos, beterrabas, etc.

IMG_20200930_121917.jpg

IMG_20200930_121713 (1).jpg

 

IMG_20200930_123540 (2).jpg

Já tinha uns anos de treino na confeção de sopas de legumes,  quando descobri  as sopas feitas com refogado. Fiquei espantada, pois não era essa a minha realidade. Mais tarde, percebi que é um procedimento vulgar, muito utilizado por profissionais e amadores, mas não me rendi! Continuei a erguer a bandeira (e a praticar) do mais simples e do mais saudável. Vai tudo a cozer numa panela com água.  No final, é só triturar bem com a varinha mágica, juntar sal e azeite a gosto e acrescentar água, se for necessário, voltar a ferver um bocadinho e está pronto um delicioso creme de legumes!

Na altura que falei das cascas de banana, referi o ebook que a Associação Portuguesa dos Nutricionistas disponibiliza gratuitamente. Para além das cascas de banana, tem muitas receitas para utilização de outras sobras e desperdícios. Vale a pena espreitar!

Ficam aqui mais algumas ideias para quem quer iniciar ou continuar a trilhar este caminho:

Bom apetite!